A área de pré-impressão é responsável por todos os procedimentos que antecedem a impressão e enobrecimento dos impressos. Análises, ajustes e montagens são feitos para que o projeto seja produzido dentro de padrões de economia e qualidade.

A etapas são:

1 – Análise técnica do arquivo – Ao receber seu arquivo o setor de pré-impressão deve fazer uma análise criteriosa, verificando formato, definição imagens, se o canal de cores está em CMYK, sangria e marcas de corte e de dobras e se essas estão posicionadas corretamente em relação ao conteúdo do arquivo e etc.

2 – Produção de Provas e Imposição – após a análise técnica, o workflow (sistema de processamento) processa a imagem rasterizada (convertida para pixels), faz os ajustes de trapping (fechamento) e organiza o plano de imposição para a produção de prova. Se o arquivo fornecido já vier, com as imagens e fontes incorporadas em um único documento e na saída correta, o processo é considerado extremamente seguro.

3 – Gravação de Chapas – Depois que a prova de layout for submetida e aprovada, o arquivo é gravado à laser em chapas de alumínio. Esse processo é feito através de CTP (Computer-to-plate), que é uma tecnologia de imagem usada nos modernos processos de impressão e que substituiu os antigos fotolitos. Nesta tecnologia, uma imagem criada em um aplicativo Desktop Publishing é enviada diretamente para uma chapa de impressão, sendo gerenciado por softwares, o que permite que erros sejam encontrados antes da impressão final do material.

Mesmo o processo sendo praticamente todo automatizado, não dispensa a análise de profissionais qualificados para identificar e corrigir qualquer problema. Na Gráfica Luripress, o controle é rigoroso e atende aos mais exigentes padrões de qualidade.

Quer saber mais sobre processos de gráficos e aumentar seus conhecimentos?